Fundos de Investimentos das Cadeias Agroindustriais irão aproximar o agro de novas fontes de financiamento

*Por Conteúdo Creditares

O Congresso Nacional derrubou, no último dia 01º de junho, os vetos apresentados pelo Governo Federal, ao Projeto de Lei (PL 5191/2020) que cria os Fundos de Investimentos das Cadeias Agroindustriais (FIAgro). A proposta, transformada na lei 14.130/2021, é considerada como um estímulo à entrada de produtores no mercado de capitais e de investidores interessados no agro, além de alternativa ao crédito rural oficial.

“Esta lei é importante para financiar a agricultura, a pecuária e a agroindústria do Brasil. Teremos, certamente, um impacto positivo”, afirma o relator da proposta na Câmara, deputado Christino Áureo (PP-RJ), membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

A agenda do crédito rural está mudando. Quer saber das novas oportunidades de financiamento agrícola? Fale com o time de especialistas da Creditares e tenha acesso a novas fontes de recursos, tornando o seu negócio agro elegível para este novo mercado.

*QUERO SABER MAIS SOBRE O NOVO CRÉDITO RURAL!

FIAgro irá estimular a entrada de produtores no mercado de capitais e de investidores interessados no agro, além de ser alternativa ao crédito rural oficial

Crédito rural

O FIAgro irá seguir os moldes dos Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs). Assim, todo cidadão interessado em investir no agronegócio terá a possibilidade de obter rendimentos do setor que mais gera riquezas no país, responsável por 26,6% do PIB brasileiro – segundo a CNA.

Com a promulgação pelo Congresso Nacional, a lei 14.130/2021 passará a ter eficácia para que então possa ganhar o produtor, com mais investimentos na produção e a profissionalização da gestão patrimonial, ganhar o investidor, que passa a poder aplicar no setor de maior rentabilidade do país, ampliando sua carteira de investimentos, e ganhar o Brasil, com o fortalecimento do agronegócio nacional.

O FIAgro passa a ter equiparação fiscal com o Fundo de Investimento Imobiliário, além de ampliar os benefícios para o setor e com um de seus principais atrativos, que envolve a isenção de Imposto de Renda (IR) sobre os rendimentos distribuídos pelo fundo.


*Não espere o novo Plano Safra! Antecipe-se e garanta mais e melhor crédito a taxas promocionais reduzidas!

>> A agenda do crédito rural está mudando. Quer saber das novas oportunidades de financiamento agrícola? Fale com o time de especialistas da Creditares e tenha acesso a novas fontes de recursos, tornando o seu negócio agro elegível para este novo mercado.

*QUERO SABER MAIS SOBRE O NOVO CRÉDITO RURAL!


:: Notícias relacionadas:

Crédito rural: pesquisa revela quais são as principais dificuldades para o produtor acessar o financiamento agrícola


Captação de crédito rural em fontes não controladas cresce 6% na safra 2020/21


Desbloqueio de recursos subvencionados do Plano Safra depende de votação de Projeto de Lei, afirmam ministérios da Agricultura e da Economia


Crédito rural: títulos verdes avançam como alternativa de financiamento no agronegócio


Bloqueio do Plano Safra atual e aumento de incertezas quanto ao próximo acentuam necessidade de nova agenda para o crédito rural


Crédito rural: BNDES lança nova modalidade de operação destinada a alavancar recursos privados ao agronegócio

Crédito rural: Cortes orçamentários colocam em risco novo Plano Safra, diz Ministério da Economia


Produtor precisa de instrumentos mais modernos para captação de crédito rural, diz FPA


Creditares é selecionada para programa de capacitação e aceleração do Sebrae


Crédito rural: Corte no orçamento da União para o agro ameaça Plano Safra

Captação via Letras de Crédito do Agronegócio cresce 30% no acumulado da safra 2020/21

Ferramentas digitais entregam mais e melhor crédito para o produtor


Crédito rural: Agrofintechs têm grande potencial para financiar o produtor, diz CNA


Crédito rural: produtor, você está atrasado no planejamento da safra 2021/22?

Crédito rural: produtores e produtoras rurais: a trilha para acessar mais e melhor crédito


Crédito rural: próximo Plano Safra vai esbarrar no ajuste fiscal


Crédito rural: Ministério da Agricultura vê como avanço expansão da política de diversificação das fontes de financiamento para o agro


Crédito rural: Demanda do agronegócio é superior ao que é ofertado pelas fontes oficiais, diz CNA


Crédito rural para custeio antecipado beneficia planejamento do produtor

Crédito rural: Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs) avançam no custeio da produção


CNA discute prioridades na política agrícola em 2021

Agenda de financiamento do agro é cada vez mais vinculada à captação no mercado privado