Como aliar esses dois aspectos para aumentar os lucros através de uma gestão eficiente.

Por Creditares e AgroSchool

A evolução consistente da produtividade brasileira das safras de grãos, nos últimos 20 anos, deixa cada vez mais claro o nível elevado de investimento em insumos como sementes, fertilizantes, defensivos, além de máquinas, equipamentos e em outras tecnologias. O clima, na maior parte dos casos, tem ajudado e o produtor tem feito seu papel em garantir mais alimentos, fibras e bioenergia ao mundo, maximizando o uso do solo e diminuindo a necessidade de abertura de novas áreas.

Dessa forma, agricultores localizados no Centro-Oeste brasileiro já conseguem atingir médias de 70 sacas por hectare na primeira safra de soja, valor 20 sacas superior à média que conseguiam na década passada. Por outro lado, os custos de produção e o valor das máquinas, por exemplo, também são bem superiores aos que se tinham no passado. Dentro desse contexto, o desafio do momento se tornou a rentabilidade na agricultura, ou seja, em como elevar o lucro (R$) por hectare.

Entenda os Cenários e as Variáveis

Diferente da produtividade, que envolve apenas os aspectos de produção, na rentabilidade se tem outras variáveis importantes “extra campo”, como a comercialização dos insumos e do produto, armazenagem e financiamentos. E o conhecimento e a utilização das melhores práticas para compra e venda futura, trava de dólar, gestão de custo e de caixa, investimentos, giro dos ativos, entre outros se torna fundamental para vencer esse desafio de renda.

Neste ano, em razão do cenário de pandemia que vivemos, acompanhamos a alta volatilidade tanto das moedas, quanto dos contratos agropecuários. Uma situação real vivida por alguns produtores no primeiro semestre foi do descasamento de moedas, fazendo com que tivessem prejuízo por conta do descasamento entre o dólar da receita, que já estava travado em reais, e o câmbio dos insumos que estava aberto em dólar. Um erro, nesse sentido, pode decretar o insucesso de uma safra boa em produtividade, resultado de uma menor rentabilidade na agricultura.

Um olhar estratégico sobre o que está por vir

Já no segundo semestre estamos vendo um outro cenário, no qual os preços em Reais da produção agropecuária estão em níveis recordes, fazendo com que a relação de troca esteja nos melhores níveis históricos. No entanto, a dúvida é: será que essa receita extra vai trazer mais rentabilidade na agricultura?

Quando se pensa em médio e longo prazo, a manutenção da renda positiva possibilita não só novos investimentos, como também a possibilidade de perpetuação do negócio. Assim, nesta visão mais ampla, a estrutura de capital da fazenda se torna fator chave para analise se de fato esse negócio agropecuário está ou não, gerando valor aos seus proprietários.

Qual a solução para garantir maior rentabilidade na agricultura?

A resposta pode estar abaixo no link do curso: “Rentabilidade no Agronegócio, mais lucro por hectare”.  Esse curso foi desenvolvido em parceria da Creditares com a Agroschool. Nele você vai passar por 10 sessões, com os melhores especialistas do Brasil, para descobrir esse segredo. Se você gostou desse artigo compartilhe com seus amigos e parceiros.